VOCÊ ESTÁ EM:

5 ERROS QUE VOCÊ NÃO SABE QUE VOCÊ ESTÁ COMETENDO UTILIZANDO FACAS NÃO PROFISSIONAIS

 A ferramenta certa para uma tarefa torna tudo mais fácil e cria melhores resultados. É por isso que chefs profissionais e cozinheiros comuns procuram sua faca de qualidade profissional para a maior parte de seu trabalho de preparação na cozinha.

 Ao contrário de uma faca de cozinha ou mesmo uma faca de pão, as facas de profissionais são projetadas para serem ferramentas multiuso para cozinha. Embora muitas coisas na cozinha sejam projetadas para uma tarefa específica, as facas profissionais podem picar vegetais, fatiar frutas, picar ervas finas, cortar carne e muito mais.

 O seu formato ajuda com a ação de balanço que torna o corte e o fatiamento mais eficientes.

 Essas facas são confortáveis ​​de usar e, quando mantidas de maneira adequada, possuem uma lâmina afiada que reduz o esforço necessário para cortar e picar. Facas que não são afiadas requerem mais força para usar. Eles atrasam você.

 Ao comprar uma faca comum para a sua cozinha, você ao invés de estar “economizando” dinheiro, na verdade você está gastando mais ainda. Veja alguns dos erros que você comete ao utilizar uma faca comum ao invés de uma profissional:

   

  1. Perda do fio

 As facas normais são feitas com um material de baixa resistência e perdem o fio com muita facilidade se usadas em um alimento difícil de se cortar, isso significa que você precisará de mais tempo afiando-as ou pagando para afiá-las. Já as facas profissionais são fabricadas com um aço mais resistente e um corte mais afiado, e por isso possuem uma durabilidade muito superior às facas comuns.

 

  1. Cortes imprecisos

 Carnes em geral precisam de um cuidado extra ao serem cortadas, afinal, qualquer corte errado pode acabar estragando a peça. Por causa da perda do corte das facas comuns, ao invés de cortar, ela começa a esmagar a superfície do alimento, fazendo com que ele perca o sulco e, consequentemente, seu gosto e seus nutrientes.

  

  1. Dificuldades ao precisar cortar ossos e nervos

 As facas normais de cozinha não foram projetadas para cortar alimentos duros, muito menos ossos e nervos, e é por isso que toda que vez que você precisa cortar uma carne com osso, você tem que ficar vários minutos forçando a faca no osso, machucando a sua mãe e além de tudo, perdendo parte do alimento no processo. As facas profissionais, diferentemente das comuns, foram desenvolvidas para realizar cortes em superfícies duras e sem perder seu corte, e é exatamente por isso que você consegue cortar com o mínimo de esforço.

 

  1. Cabo sem Segurança

Se você cozinha, com certeza já comprou as facas normais e viu como são seus cabos. Normalmente de um plástico bem liso e frágil, ou de uma madeira que pega cheiro e logo apodrecem. Já as facas profissionais possuem um cabo que encaixa com mais perfeição a anatomia da mão, proporcionando manejo mais seguro do instrumento, como pode ser visto na Faca Profissional 14 | 5520-14 - MUNDIAL

  

  1. Tempo e Esforço gastos;

 

Por ser de uma linha mais básica e feita de um material inferior, as facas comuns costumam precisar de um tempo maior para conseguir realizar os cortes necessários, principalmente se você estiver lidando com carnes, já que a faca comum pode não ser capaz de cortar adequadamente a carne, fazendo com que você precise aplicar mais força e mais tempo no trabalho.  Essa situação não acontece com uma faca profissional, já que elas foram projetadas para a otimização na cozinha. Quanto menos esforço na preparação significa que você terá mais tempo para desfrutar de cozinhar, por isso algumas facas já vem em um kit com várias facas para facilitar sua escolha, como o kit de Facas Profissionais | 8 - 10 - 12 - 5520 - MUNDIAL

NOVIDADES NO BLOG