VOCÊ ESTÁ EM:

7 DICAS IMPERDÍVEIS PARA VOCÊ NÃO ERRAR AO COMPRAR SEU PROCESSADOR DE ALIMENTOS

Se você está em busca do processador comercial de alimentos perfeito e o seu objetivo é encontrar a ferramenta que melhor se adapta às suas necessidades para tornar mais leves as tarefas profissionais da cozinha, aqui é o seu lugar.  Nós preparamos para você algumas dicas que você deve levar em consideração ao adquirir um processador para o seu estabelecimento.

 

Com tantos modelos, tamanhos e estilos para escolher, a busca por um processador de alimentos pode parecer difícil. Em primeiro lugar, esta ferramenta vai otimizar o seu tempo na cozinha enormemente, então se você estiver procurando a melhor máquina do mercado, um modelo com vários acessórios ou um mais econômico, estas dicas o ajudarão na sua escolha.


O que devo me preocupar ao comprar um processador de alimentos comercial?

Comprar um processador de alimentos pode ser um pouco assustador, então vamos começar abordando exatamente para que um processador de alimentos seja usado.

Geralmente, eles são projetados para picar, triturar, fatiar e misturar rapidamente. Sabemos que esta tarefa, se for realizada manualmente, poderá te custar um tempo enorme na hora do trabalho. Além disso, alguns processadores de alimentos se destacam em outras áreas, então vamos dar uma olhada em alguns dos critérios para fazer a melhor escolha para suas necessidades.




1 - Potência:  
Como o motor é o núcleo do processador de alimentos comercial, é melhor usar uma máquina de alta potência. Um motor de alta potência gerará uma rotação mais rápida e gerará menos ruído. Isso, entretanto, não significa que um grande motor seja o melhor para cada trabalho. Às vezes, uma máquina com 600-700 watts de potência é ideal para estabelecimentos menores ou até mesmo uma estação de trabalho com espaço limitado. Um exemplo de uma máquina potente é o processador BM 125 da Bermar que possui 733W.
Arquivo
 

 

2 - Tamanho

Uma das primeiras coisas a considerar é o tamanho do processador de alimentos. Afinal, se você possuir pouca demanda do processador, um menor poderá te satisfazer sem problemas, agora se o seu estabelecimento for agitado e que precise de uma grande quantidade de alimentos processados ao mesmo tempo, então um maior é o ideal para você

3 - Acessórios

Além da lâmina S básica, do disco de fatiar e de ralar, você pode estar procurando um processador de alimentos com uma série de outras lâminas que desempenham uma série de funções. Algumas máquinas vêm com uma caixa inteira de acessórios, e uma até tem um espremedor de frutas cítrico. Um belo exemplo de processador com uma variedade enorme de acessórios é o Skymsen, que vem acompanhado de 6 discos diferentes e também é capaz de preparar sucos:  
Arquivo
  4 - Custo

É sempre bom saber quanto você está disposto a gastar antes de comprar o processador de alimentos dos seus sonhos. Um processador maior e mais potente custa um pouco mais, porém é perfeito para uma grande demanda, enquanto uma máquina de tamanho médio pode ser sua por um preço mais acessível. A faixa de preço determinará onde você deve começar sua pesquisa, mas eu o encorajo a não comprar o processador de alimentos mais barato que existe, às vezes o barato sai bem caro.

5. Segurança

Certifique-se de olhar se o processador possui uma trava de segurança, essas máquinas podem ser perigosas, então é sempre bom conferir.
Não apenas isso, os processadores de melhor qualidade seguem a norma de segurança NR-12, então quando for comprar um, certifique-se de que ele siga essa norma.

6. Tubos de Alimentação

Quando for comprar o seu equipamento, certifique-se de olhar os bocais onde entram os alimentos para o seu processamento, para avaliar se ele consegue suportar diferentes tipos de alimentos, sejam no tamanho quanto no formato.

7 - Revestimento

Certifique-se de sempre procurar um processador de aço de alumínio, pois esse material além de não pegar cheiro e gosto dos alimentos, não estraga com facilidade por possuir baixa taxa de corrosão. Sem falar é claro da facilidade na hora da limpeza.


São muitas coisas a se levar em consideração ao comprar o seu próprio processador de alimentos, mas se você seguir essas dicas, tenha a certeza de que você fará um bom negócio.  

NOVIDADES NO BLOG